Teatro para Bebês

O teatro para a primeira infância, ou teatro para bebês, surgiu na década de 80, mais expressivamente em países europeus como Bélgica e Espanha. Ano após ano essa vertente teatral dirigida a uma faixa etária de 0 a 3 anos (podendo estender-se até os 6 anos) toma corpo, ganhando espaço visível em festivais e gerando grupos de discussões. No Brasil, além de suas primeiras produções, já é possível observar um conjunto de discussões específicas e um repertório de experiências.

No entanto, mesmo com a sua expansão,  quando falamos de criação teatral para bebês, a primeira questão que se apresenta está relacionada à capacidade cognitiva deles, ou seja, a inevitável pergunta: “E, afinal de contas, os bebês entendem a peça a que assistem?” Ao seu modo sim. Porque antes de tudo é preciso dissociar o que nós consideramos entendimento: é preciso ter em mente que os bebês têm um modo singular de perceber o mundo.

Uma peça pensada para a primeira infância leva em conta as fases de desenvolvimento da criança. Em resumo, segundo Piage, do nascimento aos 2 anos de idade, inicia-se a fase sensório-motora, na qual ela apreende as coisas do mundo por meio do corpo e das sensações causadas pelos objetos externos; logo depois se dá a fase pré-operatória, até os 7 anos, onde os conceitos começam a ser elaborados para a formação da subjetividade.

 

 

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close